Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

luzemjulho

apontamentos

luzemjulho

apontamentos

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música

Fantasia sobre Fantasia de Walt Disney
Maestro Neil Thomson

Em 1940, Walt Disney produziu aquele que se viria a tornar um dos mais célebres filmes de animação da história do cinema: Fantasia. O filme consiste numa série de oito cenas de animação com carácter, estilo e temáticas diversas, aspectos clarificados nos breves comentários do compositor e crítico musical Deems Taylor, que aparece no filme (em imagem real) como anfitrião e narrador.

Cada uma das cenas constitui um acompanhamento visual de uma obra musical do repertório erudito: a Toccata e Fuga em Ré menor de Bach (em versão orquestral); o Quebra-Nozes de Tchaikovski; O Aprendiz de Feiticeiro de Dukas; A Sagração da Primavera de Stravinski; a Sinfonia Pastoral de Beethoven; a Dança das Horas de Ponchielli; a Noite no Monte Calvo de Mussorgski e o Ave Maria de Schubert, obras ouvidas no filme na interpretação de Leopold Stokowksi, à frente da Orquestra de Filadélfia.

Correspondendo à variedade dos estímulos musicais (compare-se a Toccata de Bach, um exemplar de música absoluta, com a obra de Dukas, ilustradora de uma narrativa específica, e a obra de Beethoven, que sugere cenas ou impressões mais vagas) também as cenas animadas são de estilo diverso: umas mais abstractas (como a que ilustra a obra de Bach com padrões de luzes, cores e sombras); outras mais narrativas, tendo personagens concretas (como em Aprendiz de Feiticeiro, em que o aprendiz vem “encarnado” no Rato Mickey) ou figuras características (como na Sagração e na Noite no Monte Calvo); outras ainda que, não sendo propriamente abstractas, não contêm nenhum enredo específico (veja-se a belíssima cena com o Quebra-Nozes, que contém um conjunto de danças de seres animados).

Neste concerto, ouviremos algumas destas obras, tocadas pela Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, que acompanhará uma série de novos filmes animados, concebidos propositadamente para esta ocasião por várias instituições, técnicos e artistas, no que será (como indica o título deste concerto) uma verdadeira Fantasia sobre Fantasia. O projecto, coordenado pelo Serviço Educativo da Casa da Música, envolveu a concepção e realização dos filmes por alunos em múltiplos contextos lectivos, desde o ensino pré-primário e primário, ao ensino superior nos diversos níveis (licenciatura, mestrado e doutoramento).

Tal como na obra original de Disney, também aqui alguns filmes têm um conteúdo mais abstracto (é o caso da animação com a música de Mussorgski), enquanto outros apresentam uma dimensão figurativa e narrativa, com histórias e personagens bem definidas (é o caso da animação com música de Beethoven).

Os filmes servem-se de técnicas diversas, desde a animação por recorte (nos casos que envolvem o trabalho de alunos do pré-primário e primário) à animação por computador (nos trabalhos com alunos do ensino superior), incluindo ainda uma performance com vídeo em tempo real (apresentada por Joana Gomes, Doutoranda em Informática Musical na Universidade Católica).

É ainda importante notar que, inserindo o concerto no contexto da comunidade envolvente, alguns dos filmes servem-se da cidade do Porto como pano de fundo (é o caso do filme «Bibó Porto», com base na música de Tchaikovski, que assenta visualmente em temáticas associadas ao património arquitectónico da zona histórica do Porto, bem como do filme acompanhado com a Noite no Monte Calvo, que pretende ser, nas palavras dos próprios autores, «uma abstracção sobre o Porto»).